O que é Audiodescrição?

A audiodescrição é a descrição de conteúdos para pessoas com deficiência visual.
Conteúdos como:
Ilustrações de livros, filmes, ópera, DVDs, programas de televisão, peças de teatro, linguagem corporal, fotografias, desfiles de moda, eventos esportivos, slides de power point, casamentos, histórias em quadrinhos, shows de música, espetáculos circenses, exposições, roteiros turísticos… Tudo o que pode ser visto pode ser descrito.
A profissão de audiodescritor foi registrada como profissão em 2013. Existem empresas que são responsáveis por produzir audiodescrições, mas a maioria dos profissionais ainda trabalham de forma autônoma.
Neste trabalho existem três tipos de profissionais, são eles:
Audiodescritor roteirista, audiodescritor narrador e audiodescritor consultor.
O audiodescritor roteirista é responsável por assistir ao filme, espetáculo etc quantas vezes for preciso e, assim, elaborar um roteiro com as palavras necessárias para a posterior narração.
As descrições no roteiro devem ser claras e com o máximo de detalhes possíveis para a melhor ambientação do espectador com o cenário apresentado.
então, o audiodescritor consultor faz a revisão do roteiro elaborado para se certificar de que as descrições efetivamente esclarecem todas as situações necessárias.
Logo após, entra o trabalho do audiodescritor narrador.
Ele é responsável por ir ao estúdio de gravações e assim narrar de acordo com as senas apresentadas.
A inflexão e velocidade das narrações são importantes para que a audiodescrição acompanhe e transmita os climas das cenas. A narração deve ser neutra, sem monotonia, mas também não deve ser interpretada a ponto de que o narrador seja confundido com os personagens da obra.
Por fim, um técnico faz a mixagem da audiodescrição ao filme, documentário, etc.
Existem três tipos de audiodescrição:
Gravada:
É quando o produto é pré-gravado, como filmes no cinema ou programas na TV.
A audiodescrição é inserida entre os diálogos e mixada ao áudio original na fase de pós-produção.
Ao Vivo roteirizada:
É utilizada em eventos previamente ensaiados como: Teatros, espetáculos, shows etc.
O roteiro é feito com antecedência e a audiodescrição é transmitida ao vivo no dia do evento por um audiodescritor narrador presente no local da apresentação.
Recomenda-se que o narrador tenha a capacidade de elaborar roteiros para que se necessário for, situações de improviso sejam perfeitamente descritas.
Ao Vivo não roteirizadas:
Em eventos onde não é possível a criação de um roteiro.
Nestas situações a audiodescrição é realizada de improviso durante o evento.
O audiodescritor narrador deve ter, também, a capacitação e experiência na produção de roteiros de audiodescrição.
Para realizar uma boa audiodescrição, o audiodescritor deve ter o conhecimento sobre o trabalho que irá realizar. Por exemplo:
Em filmes de época, é necessário que o audiodescritor tenha o conhecimento sobre a arquitetura da época, e costumes. Em esportes deve-se ter o total conhecimento sobre as regras do jogo.
Em eventos Ao Vivo, a sobreposição de descrições descritivas sobre as falas durante o evento é inevitável.
Como eu recebo a audiodescrição?
Para filmes, a descrição geralmente foi pré-gravada e sincronizada com a trilha sonora do filme (embora às vezes isso seja feito ao vivo).
Para televisão, você pode acessar a audiodescrição dos programas apertando a tecla sap do seu controle remoto.
Nos cinemas e locais semelhantes, o usuário ouve a descrição de áudio por meio de um pequeno fone de ouvido ou fones de ouvido conectados a um minúsculo receptor.
Para performances ao vivo, o audiodescritor narrador transmite as descrições de outras partes do local do evento, muitas vezes usando um microfone pequeno próximo a boca.
Conclusão:
Em bora este seja um assunto pouco comentado e conhecido, hoje existem várias empresas responsáveis por produzirem a audiodescrição para filmes de forma independente.
Existem também alguns lugares específicos com este tipo de acessibilidade, como a Disney, por exemplo.
O deficiente visual é guiado utilizando um fone de ouvido onde é informado sobre o ambiente ao redor, senas no parque etc, além de possuir mapas em braille de todo o parque.
Eu acredito que se Os estúdios como NBC Universal, 20th Century Fox, Warner Bros, Marvel Studios, etc pensassem em acessibilidade, com certeza os audiodescritores teriam mais tempo para fazer melhores trabalhos, já que é necessário assistir o filme várias vezes para fazer um roteiro bem elaborado para o audiodescritor narrador descrever tudo com clareza.
Se estas pessoas tivessem um contato direto com as produtoras de filmes, a audiodescrição poderia ser melhor ajustada entre os diálogos, poupando o trabalho daqueles que fazem a mixagem em um filme já gravado pelo estúdio.
Programas audiodescritos são interessantes, pois os cegos podem ter mais independência e se sentirem mais incluídos nesta sociedade que a cada dia que passa está se tornando cada vez mais visual, não se preocupando nenhum pouco com acessibilidade e o conforto das pessoas com deficiência.
Atenciosamente:
Lorran!

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s